Presidente da República recebe prémio das Nações Unidas pela campanha “Menos Álcool, Mais Vida”.

28

Presidente da República de Cabo Verde galardoado com o Prémio do Grupo de Trabalho Interinstitucional das Nações Unidas Para a Prevenção e o Controlo das Doenças Não Transmissíveis pela Iniciativa Presidencial de Prevenção do Uso Abusivo do Álcool “Menos Álcool, Mais Vida”.

O Grupo de Trabalho Interinstitucional das Nações Unidas Para a Prevenção e o Controlo das Doenças Não Transmissíveis foi estabelecido em 2013, reunindo mais de 40 agências das Nações Unidas, o Banco Mundial e bancos regionais de desenvolvimento, com o objetivo de apoiar os governos no desenvolvimento de respostas eficazes para a prevenção e o controlo das doenças não transmissíveis, de modo a concretizar a cobertura universal da saúde e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) nesse âmbito.
Entre os programas desse grupo que abarcam a promoção da saúde e do bem-estar mental, a nutrição, a doenças não transmissíveis e o meio ambiente, entre outros, incluíram recentemente um novo programa para apoiar os países na redução dos malefícios do uso abusivo do álcool.
Neste quadro o Presidente da República de Cabo Verde, Dr. Jorge Carlos Fonseca, foi distinguido com o Prémio da Prevenção e o Controlo das Doenças Não Transmissíveis pela Iniciativa Presidencial de Prevenção do Uso Abusivo do Álcool “Menos Álcool, Mais Vida”, sob proposta do Escritório da Organização Mundial da Saúde (OMS) em Cabo Verde, considerada como uma excelente contribuição para a concretização dos ODS.
Esse prémio será entregue no próximo dia 27 de Setembro do corrente ano, em Nova Iorque, na Reunião de Alto Nível sobre as Doenças Não Transmissíveis na qual o Presidente da República de Cabo Verde participará, por ocasião da Assembleia Geral das Nações Unidas.
O prémio é um reconhecimento do trabalho que o Presidente da República e todos os promotores e parceiros desta iniciativa vem desenvolvendo desde 2016 para a prevenção do uso abusivo do álcool que está enraizada na sociedade cabo-verdiana, com efeitos extremamente nefastos a diversos níveis (saúde, família, trabalho, condução, segurança, civismo e bem-estar). Por conseguinte, é um incentivo a continuação e o reforço desta iniciativa, cujo principal objetivo é a promoção de uma vida mais saudável a todos os cabo-verdianos, combatendo os efeitos nocivos desta problemática no país.