Facebook

Twitter

Google Plus

YouTube

Visita à Guarda Costeira - Mindelo

image

Na Guarda Costeira, em São Pedro, S.E. o Presidente da República e Comandante Supremo das FA, Dr. Jorge Carlos de Almeida Fonseca, acompanhado do CEMFA, Major-General, Anildo Morais foi recebido pelo Sr. Comandante da Guarda Costeira, Capitão de Navio Pedro Querido Teixeira Santana.

Sob o lema “Quem dominar o mar dominará o comércio, quem dominar o comércio dominará as riquezas e quem dominar as riqueza dominará o mundo” in, Alfred Thayer Mahan, o Capitão Santana fez a apresentação da instituição, as suas missões na defesa dos nossos mares, a estratégia da marinha que assenta em três funções essenciais: funções de interesse público, funções de interesse militar e funções de interesse diplomático. Apresentou, também, a estratégia da Guarda Costeira para o futuro. O Presidente da República agradeceu o enquadramento feito pelo Capitão Santana, ressaltando que às vezes não se tem a noção dos nossos mares e da operacionalidade da Guarda Costeira Cabo-verdiana e, que, com pouco meios faz um trabalho extraordinário na vigilância e protecção das costas. Depois de visitar as instalações da Guarda Costeira e ver os equipamentos disponíveis, bem como a operacionalidade dos mesmos, seguimos para as instalações do Comando da Esquadrilha Naval, onde a comitiva foi recebida pelo Comandante Rui Gonçalves mostrou as dificuldades de operacionalidade dos Navios, transporte, a dispersão dos meios pelas ilhas, pessoal (apenas um oficial), liquidez (sem recursos), a questão das nomeações e promoções, a rotatividade do pessoal (que afecta e complicam as famílias), os subsídios de embarque, a morosidade e a desmotivação do pessoal. Considerou-se que, com os meios que se dispõe, de facto, “estamos desprotegidos”, sublinhou o Comandante. Também, tendo em conta a pouca fiscalização da pesca ilegal, verifica-se que os pescadores já ressentem com isso, devido à nossa fraca capacidade de fiscalização dos nossos mares. Falou também das açcões levadas a cabo e terminou, dizendo que “é preciso apoiar e elevar a esquadrilha Naval Cabo-verdiana”. Seguiu-se para o Ponto Naval/Porto Grande, onde o Chefe de Estado pôde ver o estado do navios. A visita terminou, no período da tarde, nas Instalações da JRCC - Centro de controlo de tráfico marítimo.

Welcome 200GBP Bonus at Bet365 here.