Facebook

Twitter

Google Plus

YouTube

Discurso pronunciado por Sua Excelência o Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, Dr. Jorge Carlos de Almeida Fonseca, por ocasião do juramento dos Soldados da 1ª. Incorporação de 2017 no Centro de Instrução Militar “Zeca Santos”

image

Senhor Ministro da Defesa Nacional, Excelência,Senhor Chefe do Estado Maior das Forças Armadas, Excelência, Senhor Presidente da Câmara Municipal de S. Vicente, Excelência Senhores Membros do Conselho Superior de Comandos, Senhores Oficiais Superiores, Senhores Combatentes da Liberdade da Pátria, Senhores Oficiais Capitães, Subalternos, Sargentos e Praças, Senhores Representantes dos funcionários civis das FA, Senhores jornalistas, Caros concidadãos, Minhas Senhores e meus Senhores, Saúdo, de forma particular, os soldados que acabam de prestar o juramento de fidelidade à Pátria durante esta importante e simbólica cerimónia de Juramento de Bandeira.

É com muita honra e prazer que aceitei o convite do Senhor Ministro da Defesa e do Senhor Chefe do Estado Maior das Forças Armadas para presidir esta cerimónia, momento ímpar que marca o culminar do período de instrução básica e o início de uma nova etapa, enquanto soldados prontos para o cumprimento da honrosa missão de defesa dos valores essenciais da ordem constitucional. A estes quatrocentos e trinta e oito jovens que, após dois meses de formação básica, prestaram o juramento de Bandeira, apresento as minhas felicitações e manifesto os meus votos de muitos sucessos e de elevado nível de desempenho nas suas obrigações militares para com a Nação Cabo-verdiana.

Caros jovens soldados, Com o juramento que acabam de prestar, assumem uma responsabilidade de grandeza tão elevada que se encontra consagrada na mais importante Lei da República que é a nossa Constituição. Como já tive a oportunidade de afirmar, a defesa do nosso território, da nossa soberania e do nosso sistema democrático compete a todo o cidadão, mas, em primeiríssimo lugar, às Forças Armadas do país, prestigiada e importantíssima instituição, da qual, a partir deste momento, todos vós passam a fazer parte.

A Nação cabo-verdiana vê renovada a certeza em si própria cada vez que jovens filhos desta terra se comprometem, solenemente, a aceitar tão nobre encargo e a consentir todos os sacrifícios para que continuemos a ser um país independente, uma Nação democrática, a Pátria de todos os cabo-verdianos, mesmo, que para tal, tenha de dar a própria vida. Felicito, de igual modo, os vossos familiares que, certamente, se sentem felizes e orgulhosos neste momento especial nas vossas vidas e na vida do país. Saúdo todos os Oficiais, Sargentos e Praças, que, enquanto instrutores, administrativos e monitores, deram o seu máximo para que os resultados hoje atingidos fossem os melhores, transmitindo aos formandos valiosos conhecimentos cívicos e militares.

Os nossos agradecimentos são extensivos a todos trabalhadores civis que, com determinação e zelo, contribuíram para o sucesso desta missão. Aproveito, também, para dirigir uma palavra especial reconhecimento à população de São Vicente pela sua participação entusiástica nesta cerimónia de juramento de bandeira, facto que se tornou, nesta ilha, uma tradição de digna menção.

Permitam-me, ainda, manifestar o meu apreço aos Comandos do Pessoal das Forças Armadas da Primeira Região Militar, à Direção do Centro de Instrução Militar “Zeca Santos” e ao corpo de Instrutores pelo trabalho abnegado que nos traz a este momento solene, o culminar de todo o período de instrução básica e o final de uma longa caminhada percorrida por estes jovens que hoje se tornam militares. Minhas Senhoras e meus Senhores, Ao contemplar estas centenas de jovens que constituem um dos mais belos rostos da Nação, que, no dia-a-dia, com muita determinação e entrega estamos a construir, desejo ardentemente que as limitações que o recrutamento militar tem conhecido nos últimos tempos estejam em vias de ser ultrapassadas para que todo o jovem cabo-verdiano possa, efectivamente, ter a possibilidade de passar por este processo de fortalecimento dos mais altos valores que enformam o nosso país.

É fundamental que esta instituição que tem o condão de, periodicamente, proceder a uma importante formação de jovens de todo o país possa exercer essa nobre função sem restrições.

Senhor Ministro da Defesa Nacional,

Excelência Senhor Chefe do Estado Maior das Forças Armadas,

Excelência Senhor Presidente da Câmara Municipal de S. Vicente,

Minhas senhoras e meus Senhores,

No passado dia 29 de Maio, na qualidade de Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, inaugurei um novo ciclo de visitas às Forças Armadas no Estado Maior, ao Comando da 3ª. Região Militar e a outras unidades da Ilha de Santiago. Ontem, visitei os Comandos da Guarda Costeira e da 1ª. Região Militar e, brevemente, visitarei a 2ª. Região Militar, com sede na Ilha do Sal.

Durante as visitas já realizadas, pude verificar que as reformas em curso nas Forças Armadas têm como premissa a necessidade de permanente actualização e aperfeiçoamento desta organização, devendo traduzir-se na melhoria da capacidade de integrar e interpretar o conceito estratégico de defesa e segurança, na plena assunção da prestação cívica que se espera dela e na sua completa entrega às causas da Nação cabo-verdiana.

É verdade que existem, ainda, carências e dificuldades financeiras e materiais para a cabal realização dessas reformas que demandam investimentos significativos por parte do Governo para que as FA estejam em condições de cumprir, em tempo real, a sua missão, mormente enquanto pilar não só da nossa defesa, mas também da segurança, em parceria com as restantes forças de manutenção da ordem e do bem-estar dos cidadãos, à luz da Constituição.

Naturalmente que, em diálogo permanente com o Governo, estimulo a intensificação de esforços no sentido de, no quadro da complexa situação financeira do país, serem disponibilizados os meio necessários à concretização da reforma das Forças Armadas, capacitando-as cada vez mais para enfrentar os desafios que o mundo moderno a cada dia coloca.

Senhor Ministro da Defesa, Senhor Chefe do Estado Maior, Caros concidadãos, As Forças Armadas devem assumir a vanguarda da educação e formação patriótica dos jovens Cabo-verdianos e o Centro de Instrução Militar “Zeca Santos”, uma escola de formação militar por excelência, mas também um espaço de aprendizado e de consolidação da cidadania, do patriotismo e do civismo, e onde, anualmente, centenas de recrutas, recebem a preparação cívico-militar para o cumprimento da elevada missão de defesa, tem sido uma escola de valores e ideais.

Os jovens oriundos de todos os cantos do país, unidos pelo objectivo comum da Defesa e Segurança do País, constituem uma condição impar para a união e reforço dos laços da fraternidade e da união do nosso povo. Para além do programa Soldado Cidadão, o qual deve ser mantido e reforçado com meios financeiros, devem ser criados estímulos outros, para que todos os jovens possam passar por esta escola importante de vida.

Na qualidade de Comandante Supremo das Forças Armadas penso que o aprofundamento do inestimável valor da disciplina, do rigor, do respeito pela hierarquia, do amor à Pátria, do culto de valores positivos, como a vida, a liberdade, a solidariedade, terão sido uma constante nesta ingente tarefa de formar homens dispostos e capacitados para erguer, cada vez mais, o nome do país. Minhas Senhoras e meus Senhores, Permitam-me aproveitar esta oportunidade para manifestar a minha satisfação pelos resultados obtidos nesta 1.ª Incorporação de 2017 e para agradecer a calorosa e cordial recepção de que fui alvo.

Queiram registar que, na qualidade de Presidente da República e Comandante Supremo das Forças Armadas, estarei sempre perto da nossa instituição e tudo farei, dentro dos limites dos meus poderes, para que, com o Governo e outros parceiros, sejam encontradas as melhores soluções para os problemas existentes. Termino formulando os meus votos de muitos sucessos a todos, quer aos que optarem por fazer carreira nas fileiras das Forças Armadas, quer aos que decidirem aplicar os conhecimentos adquiridos na vida civil. Declaro encerrada a cerimónia de juramento da 1ª Incorporação da escola dos recrutas de 2017.

Viva as Forças Armadas de Cabo Verde!

Lutar e Vencer!

Viva Cabo Verde!

Muito obrigado

Welcome 200GBP Bonus at Bet365 here.