Facebook

Twitter

Google Plus

YouTube

Primeira-dama, faz apresentação do estudo “Índice de Estigma e Discriminação das Pessoas que vivem com VIH em Cabo Verde”.

image

No dia em que se assinala o dia Mundial de Luta contra Sida, 01 de Dezembro, a Primeira Dama, Dra. Lígia Dias Fonseca, fez a apresentação do estudo “Índice de Estigma e Discriminação das Pessoas que vivem com VIH em Cabo Verde”, a convite da CCS-SIDA.

Ela começou a sua intervenção, desconstruindo dois conceitos, o estigma e a descriminação, que são considerados os piores inimigos das pessoas portadoras de VIH-Sida.

Disse que, devido ao choque que pode causar o diagnóstico positivo para o VIH e medo do estigma e da discriminação, por parte da família, amigos, vizinhos etc. algumas pessoas escondem o seu estado de saúde.

Referiu, ainda, que o apoio da família é fundamental e afeto de maneira positiva a autoestima, a autoconfiança e a autoimagem da pessoa que vive com o VIH e que isso traz benefícios ao tratamento, fortalecendo e ajudando a pessoa a preparar-se para dar continuidade à sua vida.

Para terminar, enalteceu o trabalho feito pelo Ministério da Saúde, CCS- Sida, Rede Nacional das Pessoas que vivem com VIH, e parceiros como a OMS, as Associações comunitárias e ONGs, que todos os dias trabalham no sentido de promover o bem-estar das pessoas que vivem com o VIH-Sida.

Disse, ainda, que o estudo apresentado vai permitir melhorias nas políticas e garantir que estas sejam ancoradas nas realidades vividas pelas pessoas portadoras do VIH em Cabo Verde.

::: Veja as imagens (clique para ampliar) :::

Welcome 200GBP Bonus at Bet365 here.