PR associa-se às celebrações do 1º ano do Parque Natural Baía do Inferno

52

Na linha da abertura e interesse já demostrado pela conservação da biodiversidade, o Presidente da República recebeu, este sábado, 09, o Oceans 5 e CEPF (Critical Ecosystem Partnership Fund), fundos internacionais que se encontram em Cabo Verde no quadro da celebração do 1º aniversário do Parque Natural da Baía do Inferno e Monte Angra, no litoral dos municípios de Ribeira Grande e Santa Catarina, ilha de Santiago.

Os dois importantes parceiros de Organizações Não Governamentais que atuam na área da proteção da biodiversidade em Cabo Verde são financiadores, entre outras ONGs, da Associação Lantuna, o proponente do projeto que levou à declaração da área protegida, pelo governo, e tem atuado na sua conservação.

Em declarações à imprensa, no final da audiência, a diretora executiva da Associação Lantuna, Ana Veiga, destacou, além dos parceiros, o envolvimento das comunidades de Porto Mosquito, Porto Rincão e Entre Picos de Reda e o papel dos pescadores, peixeiras e agricultores dessas comunidades neste projeto que “já está a dar seus frutos”.

A responsável considera importante a continuidade, pelo governo, do projeto que consubstancia a primeira área protegida da iniciativa da Sociedade Civil e cujos limites foram conciliados com a comunidade local, incluindo a própria escolha do nome.

De recordar que estava prevista uma deslocação do PR este sábado à comunidade de Porto Mosquito e à Baía do Inferno, no quadro das referidas comemorações, mas que face a um acidente de viação na estrada de Achada Barnelo, o PR e a Associação Lantuna, co organizadora do evento, resolveram cancelar, em respeito às vítimas do acidente  que causou uma morte e 12 feridos.

A Presidência renova, assim, os votos de franca e rápida recuperação aos feridos e as nossas sentidas condolências à família enlutada.