Mensagem de S.E. o Presidente da República, Dr. José Maria Pereira Neves, por ocasião das efemérides Dia Mundial da Mulher Rural (15 Out.), Dia Mundial da Alimentação (16 Out.) e Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza (17 Out.)

37

Celebra-se hoje o Dia Mundial da Mulher Rural. Amanhã será o Dia
Mundial da Alimentação e, a seguir, o Dia Internacional para a Erradicação
da Pobreza. Estas datas trazem consigo desafios e oportunidades e
convidam-nos para momentos de reflexão profunda quanto ao caminho
que trilhamos, como Nação, e os objetivos que almejamos alcançar.

O Dia Mundial da Mulher Rural, celebrado hoje, é um lembrete
importante para reconhecer o papel fundamental das mulheres nas
comunidades rurais em Cabo Verde. Elas contribuem significativamente
para a produção de alimentos, garantindo que as famílias cabo-verdianas
tenham acesso a uma dieta básica e nutritiva. No entanto, enfrentam
desafios significativos, como a falta de acesso a recursos, aos serviços da
saúde e oportunidades educacionais. É essencial reconhecermos o seu
trabalho árduo e promover políticas e práticas que visem a igualdade de
género e o empoderamento das mulheres rurais.

O Dia Mundial da Alimentação, que se comemora amanhã, destaca a
importância da segurança alimentar. A efeméride é celebrada, este ano,
sob o lema “Água é vida, água é alimento. Não ​deixar ninguém para trás”.
Pretende-se com isso, chamar a atenção para o flagelo da fome que,
infelizmente, ainda grassa pelo mundo, com destaque para o nosso
continente. E também demonstrar a urgência de se proteger e preservar a
água, enquanto recurso finito e essencial para a produção de alimentos, e
que se encontra seriamente ameaçada.

Enquanto país arquipelágico e saheliano, é essencial Cabo Verde continuar
a apostar na promoção da eficiência hídrica em diversas atividades
económicas, particularmente na agricultura, reforçar a sensibilização para
o uso racional da água, não perder de vista a importância da reutilização
das águas residuais e combater a poluição do nosso mar, este que é não
só uma importante fonte de produção de água potável, como também de
alimentos.

Por último, o Dia Internacional para a Erradicação da Pobreza, celebrado a
17 de outubro, chama a atenção para a questão da pobreza, que continua
a afetar muitos cidadãos em Cabo Verde. Embora o país tenha feito
progressos significativos nas últimas décadas, ainda há uma necessidade
premente de lidar com a desigualdade económica, garantir o acesso à
educação de qualidade e criar oportunidades de emprego sustentável. A
erradicação da pobreza é um objetivo fundamental para garantir uma vida
digna para todos os cabo-verdianos.

A observação destas datas não deve ser vista como um mero ritual, mas
como uma oportunidade para reafirmar o compromisso de Cabo Verde
com a igualdade de género, a segurança alimentar e o bem-estar de todos
os seus cidadãos. Elas oferecem uma plataforma para a solidariedade e a
ação, na busca de um futuro melhor para todas as comunidades cabo-
verdianas.