Mensagem de felicitações do Presidente da República, a Sua Eminência Reverendíssima, Cardeal D. Arlindo Furtado

31

Mensagem de felicitações de Sua Excelência o Presidente da República, a Sua Eminência Reverendíssima, Cardeal Dom Arlindo Furtado

Praia, 01 de Fevereiro de 2019

“Eminentíssimo Senhor Dom Arlindo Furtado, Cardeal de Cabo Verde,

Nesta efeméride em que se celebram os 486 anos da criação da Diocese de Santiago de Cabo Verde, momento muito especial para a Igreja Católica, para os cristãos e para Cabo Verde, em geral, permita-me, em meu no pessoal e no do Povo das ilhas, manifestar o meu regozijo pela data e o meu fundo reconhecimento à Diocese de Santiago e à Igreja Católica de Cabo Verde por tudo o que ela representa para esta pequena Nação de alma grande.

O papel da Igreja Católica na construção da sociedade cabo-Verdiana é um facto incontornável, sendo certo que a cultura moral e ética desta nação crioula conta com o forte contributo da Igreja Católica, mormente na transmissão de valores como a liberdade, a fraternidade, a justiça social, a democracia, o respeito pelos direitos fundamentais da pessoa humana, a solidariedade, de entre outros que têm constituído, desde a génese desta Nação, pilares sólidos que nos sustentam e nos apontam caminhos, permitindo-nos escolhas, de que nos podemos orgulhar enquanto povo e nação.

Cabo Verde, sendo encruzilhada de povos e culturas, foi o epicentro estratégico por excelência para a difusão do catolicismo na África e não só. De facto, a primeira diocese da África Subsariana é a da Ribeira Grande, fundada em 1533, na ilha de Santiago com competência para toda a costa ocidental africana. É na Ribeira Grande de Santiago – na Cidade Velha -, o berço da Nação cabo-verdiana e património mundial pela UNESCO onde se encontra a Igreja de Nossa Senhora do Rosário, erigida em 1495.

Neste momento de celebração, exalto a acção da Igreja Católica de Cabo Verde no domínio da Educação e da formação, com particular destaque pelos contributos inestimáveis do Seminário-Liceu de São Nicolau na formação de uma classe intelectual que esteve na génese do importante movimento claridoso, bem como o vital contributo do Seminário Diocesano de São José, na Cidade da Praia, instituição que se tem dedicado à formação de sacerdotes e outros quadros para a sociedade.

Realço, também, a importância e o contributo permanente da Diocese de Santiago no que se refere à continua formação de valores cristãos sólidos na sociedade e na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos cabo-verdianos, através de acções e projectos que têm na base a promoção família, o alicerce da sociedade, e, consequentemente, a defesa da dignidade da pessoa humana, em todos as suas mais nobres vertentes”.