Semana da República: Jovens empreendedores defendem valorização de quadros e soluções nacionais inovadoras para o desenvolvimento

21

Jornada de Inovação – Inovação e desenvolvimento: A Visão dos Jovens, foi o tema da segunda conferência realizada esta quinta-feira, no quadro desta Semana da República, fazendo jus ao lema “A República pelas Mãos dos Jovens”, a dar o mote a mais um debate de alto nível, na Sala Beijing. Temas como o empoderamento social com as chamadas comunidades sustentáveis, com recurso às tecnologias e às artes, a promoção do empreendedorismo e inovação em áreas como a agricultura e o ambiente foram abordados neste encontro de ideias e experiências concretas e que levam à conclusão de que é preciso apostar mais nos jovens quadros e soluções nacionais.

“Se continuarmos a apostar na importação de quadros e soluções de fora, vamos acabar por ficar para trás naquilo que é mais importante, a capacitação das pessoas”, alerta Nilson Lima Nascimento, cofundador da Chuva, uma startup cabo-verdiana de inovação, tecnologia e desenvolvimento, que tem como um dos objetivos, precisamente, a capacitação de quadros em áreas ligadas às novas tecnologias e a promoção de comunidades sustentáveis.

A cineasta Samira Vera Cruz, por sua vez, abordou a inovação no cinema, como uma forma de promoção e defesa da cultura, “no sentido de reescrevermos as nossas narrativas”, podendo o cinema ser uma importante ferramenta para abordar temas como a preservação ambiental, a questão do género, da saúde mental “e outros temas que nos preocupam”.

Outro interessante projeto apresentado por outra startup nacional, a Power Solutions, na voz do seu representante Alexsandro Baptista tem a ver com a gestão de resíduos sólidos, recorrendo às novas tecnologias. O projeto de Gestão Eficiente de Recolha de Resíduos (GERR), com o recurso a chips instalados nos contentores e que controlam a quantidade de lixo nos mesmos. Com isso, os serviços de saneamento municipais poderão controlar melhor a recolha do lixo nas nossas cidades.

O segundo painel juntou o fundador da empresa PrimeBotics, o jovem engenheiro informático, programador e designer Érico Pinheiro, e a professora Sónia Semedo, da Universidade de Cabo Verde. Ambos apresentaram as soluções inovadoras que as suas instituições desenvolvem na área da agricultura.

A Primebotics, por exemplo, fabrica drones para apoiar na agricultura e na reflorestação, disseminando sementes e apoiando na pulverização de pesticidas e fertilizantes em grandes áreas agrícolas. Já, a Uni-CV apresenta soluções ao nível da irrigação inteligente, utilizando inteligência artificial, sensores eletrónicos que auxiliam na recolha de dados da humidade do solo, temperatura e crescimento da cultura e que ajudem a identificar formas mais eficazes de irrigação, fertilização, controle de pragas, etc.

Oportunidade ainda para o representante da Acelerator Lab do PNUD, Samory Araújo, falar da experiência daquela agência do Sistema das Nações Unidas no apoio ao empreendedorismo e inovação jovem, assim como do representante da Cabo Verde Digital abordar as iniciativas desenvolvidas no quadro dessa plataforma de apoio ao empreendedorismo jovem, da inovação e transformação digital em Cabo Verde.

Destaque ainda para a apresentação da Ocean View, iniciativa do jovem Nuno Lima, que permite, através da realidade virtual, mergulhar por praias do país e conhecer a beleza e diversidade que se escondem nos nossos mares.

Confira a reportagem do PRTV:

E veja um resumo em video desse momento, aqui:

Reveja ainda a transmissão live de parte da conferência aqui:
https://www.facebook.com/Presidencia.cv/videos/7112446172156270/
E aqui:
https://www.facebook.com/Etsoncorreia0/posts/pfbid0fR4uFyYM8Hw2mx2R2MGFEvWDBpBY9tRmZiWFjb5kiipBwPer9BcxpifWFcsDNUt6l