III Conferência da Década do Oceano do Sal debate “Os Grandes desafios do Oceano”

21

Mais um rico painel a prestigiar esta Conferência de alto nível, a evidenciar os desafios, mas, também, os ganhos da investigação científica aplicada à formulação de políticas e projetos.

Num primeiro momento, Ahmed Senhoury, Diretor Executivo da Parceria Regional para a Conservação da Zona Costeira e Marinha na África Ocidental – PRCM, fez uma apresentação da  “Análise dos riscos potenciais de poluição por hidrocarbonetos dos sítios sensíveis de ponta de tartarugas na África Ocidental”.

A professora e investigadora da Universidade Cheik Anta Diop,  a Sra. Ndickou Gaye, trouxe a experiência senegalesa no domínio das Pescas e recursos marinhos.

A professora lembrou que os ecossistemas marinhos apresentam uma rica diversidade e constituem fontes de atividades económicas, tanto a nível da pesca artesanal como industrial.

Entre os desafios, que são também globais, Gaye destacou a sobrepesca, a poluição e a  acidificação dos mares.

Por seu lado, o Professor Pedro Matos chamou a atenção para os lixos marinhos, que, “infelizmente, não têm dono” e apresentam um alto custo ambiental.

“Precisamos resolver os problemas de hoje, e não apenas os do futuro, pois os oceanos estão em agonia” advertiu o especialista, num SOS para se pôr cobro ao nível da poluição marinha por plástico no planeta.

O professor lamentou as perdas de vidas humanas que têm ocorrido no alto mar, com elevados custos sociais para as famílias.

Siga o live da III Conferência da Década do Oceano nos facebook da Presidencia da República e da III Conferência da Década do Oceano