PR: a minha ambição é mobilizar a diáspora para acelerar o processo de transformação de Cabo Verde

15

Ao falar, esta manhã, à Imprensa sobre a deslocação que efetua, na noite desta quarta-feira, aos Estados Unidos da América, o Presidente da República apresentou a Comunidade Cabo-verdiana naquele país, a maior e mais antiga da nossa Diáspora, como uma referência do que Cabo Verde precisa para o futuro.

‘Temos uma comunidade muito forte, empoderada, integrada e que é influente, uma comunidade com boas práticas, e temos cabo-verdianos em todos os segmentos da sociedade norte-americana”, realçou José Maria Neves que pretende, nesta primeira Presidência na Diáspora, mobilizar todas as capacidades para uma maior qualificação e novos patamares das contribuições ao processo de desenvolvimento e transformação das ilhas.

 “Serei muito positivo, vou mostrar o Cabo Verde de hoje, as perspetivas de desenvolvimento do país e a necessidade de todos os cabo-verdianos, nas ilhas e na Diáspora, participarem ativamente na construção de um futuro muito melhor para todos”, enfatizou o Presidente da República que considera ser esta uma missão extraordinariamente importante.

José Maria Neves, que ainda no início do mandato se assumiu como o primeiro embaixador e ouvidor da República vai estar, entre 31 de março e 5 de abril, com todos os segmentos da Diáspora nos Estados de Massachusetts, Rhode Island e Connecticut, desde estudantes, professores, empresários e a comunidade no geral e reunir-se com personalidades da comunidade, além de autoridades locais.

A visita será, também, uma oportunidade para um conjunto de homenagens e condecorações a instituições e personalidades pelos seus contributos à Nação, entre as quais o Museu da Baleia, em New Bedford.