Nota de Pesar: PR lamenta passamento físico de Humbertona

8

Foi com profunda consternação e pesar que tomei conhecimento do falecimento, hoje, em São Vicente, de Humberto Bettencourt Santos, carinhosamente tratado por todos como Humbertona, uma figura multifacetada, pessoa de fino trato, Combatente da Liberdade da Pátria, que, muito cedo e enquanto membro do coletivo de estudantes universitários na Bélgica, aderiu às causas da liberdade e da independência de Cabo Verde, tendo desempenhado um papel de destaque na mobilização de outros compatriotas, Diplomata e músico exímio, em cuja memória me inclino com respeito.

Os solos de violão de Humbertona fazem parte do nosso património musical e constituem um marco na discografia de Cabo Verde. Ainda durante a luta de libertação, a edição do disco “Sodadi”, e as suas músicas de protesto tiveram uma grande importância no período de luta pela independência nacional, tendo em conta a sua ampla divulgação no seio da comunidade emigrada e também em Cabo Verde.

Como Diplomata, Humberto Bettencourt Santos foi Embaixador na Holanda, Bélgica, Luxemburgo, Suécia e nas Nações Unidas. Foi igualmente Diretor Geral das Pescas e Presidente do Conselho de Administração da Cabo Verde Telecom.

Com o desaparecimento físico deste grande cabo-verdiano, a Nação ficou indubitavelmente mais pobre. De Humbertona fica a grata recordação de uma pessoa generosa, humanista, bem-humorada e espirituosa, e que será sempre lembrada pelas suas qualidades humanas e pelo enorme legado musical deixado, com vários discos editados e que são apreciados por gerações de cabo-verdianos.

Neste momento de luto, em meu nome pessoal e na qualidade de Presidente da República, endereço aos Filhos e demais familiares de Humberto Bettencourt Santos os sentimentos de solidariedade e as mais sentidas condolências, compartilhando da dor que nos entristece a todos pela irreparável perda.

Praia, 10 de agosto de 2023

José Maria Neves
Presidente da República