Presidente da República visita empresa MOAVE

29

Ao iniciar o seu périplo manhã de 01 de Outubro, para as empresas e indústrias em São Vicente, o Presidente da República dirigiu-se à empresa MOAVE onde foi recebido pelo representante do PCA, João Manuel Lopes da Silva, também Administrador dessa empresa, que lhe informou sobre a situação da empresa, os desafios que a empresa tem enfrentado nesses últimos anos e os compromissos que a mesma tem para com os Cabo-verdianos.
Conforme João Manuel L da Silva, com o fecho da EMPA em 2004 passou ao comercio do milho. Estão em todas as ilhas com cerca de 70 trabalhadores directos e mais uma centena indirecto nas 3 delegações sede SV, Delegação no Porto Novo e o maior centro comercial em Santiago.

“É uma empresa antiga, dos anos setenta. É das únicas empresas industriais que estão a funcionar, ininterruptamente, desde 1975”, disse.

A Engenheira Vera da Luz, Directora-geral da MOAVE, falou do core business da empresa – farinha de trigo.

“É uma empresa sólida que distribuiu dividendos desde a sua criação. A estrutura accionista composta por 80% Cabo-verdiana, com objectivo de chegar a 100%”, disse.

O Presidente da República tomou conhecimento dessa realidade empresarial, mostrou-se optimista perante o futuro empresarial Cabo-verdiano.

Na empresa FAMA, o Presidente da República foi recebido pelo seu PCA, João Manuel Lopes da Silva. O Presidente da República tomou conhecimento da situação dessa empresa, segundo o seu dirigente, “uma das maiores empresas a nível nacional”, ao lado da MOAVE.
Também é uma empresa antiga com 150 accionistas nacionais que, também, distribui dividendos todos os anos a 30 accionistas que também são funcionários da empresa.

O café, neste momento, é o principal produto da empresa. Têm café de várias proveniências como o Brasil, Ilha do Fogo, China, cafés arábida e robusta. A empresa detém cerca de 70% do mercado do café e cerca de 30% de massas.