(…) a decisão pelo “estado de emergência” ou não, é SEMPRE uma ponderação de valores e bens e não apenas a avaliação de danos num certo domínio ou outro

40

(…) a decisão pelo “estado de emergência” ou não é SEMPRE uma ponderação de valores e bens e não apenas a avaliação de danos num certo domínio ou outro. Ninguém nega que a situação de um EE com limitações à liberdade e à iniciativa económica causa danos importantes, incalculáveis, na economia e no emprego; mas dizer apenas isso não resolve o problema da decisão; esses danos têm de ser confrontados, pesados com outros tipos de danos: a vida e a saúde de comunidades inteiras, por exemplo.

Jorge Carlos Fonseca.
Leia mais em:
https://bit.ly/2WtBvQl

 

 

A imagem pode conter: céu, nuvem, riscas, árvore e ar livre