Cabral Deve Ser Lembrado Todos os Dias

40

Hoje, o Presidente da República expressou a sua convicção de que Amílcar Cabral, o visionário líder que guiou Cabo Verde para a independência, deve ser lembrado “todos os dias”. Ao depositar uma coroa de flores no memorial de Cabral, em comemoração ao 20 de Janeiro, Dia dos Heróis Nacionais, José Maria Neves destacou a importância de honrar aqueles que contribuíram significativamente para a nação.

José Maria Neves ressaltou a luta incansável de Amílcar Cabral, um homem que dedicou a sua vida para libertar o país do domínio colonial. O presidente enfatizou que Cabral não apenas liderou a independência, mas também doou generosamente a sua própria vida para o bem de Cabo Verde.

Ao lembrar os heróis nacionais, José Maria Neves sublinhou a importância de homenagear aqueles que sacrificaram as suas vidas para garantir que Cabo Verde se tornasse um país independente, democrático e ambicioso no seu desenvolvimento.

O Chefe do Estado elogiou a iniciativa dos cabo-verdianos de homenagear Amílcar Cabral, destacando que esse grande homem está se transformando gradualmente em uma figura nacional consensual, não só em África, mas também no mundo.

José Maria Neves reconheceu que, apesar dos momentos crispados de debate político nacional, as datas simbólicas da República, como o 13 de Janeiro, 20 de Janeiro e o 5 de Julho, estão se tornando consensuais. A celebração dos heróis nacionais, os símbolos nacionais e a reverência a figuras como Amílcar Cabral são considerados momentos e signos consensuais, fundamentais para a construção do futuro de Cabo Verde.

Amílcar Cabral, nascido a 12 de setembro de 1924, é lembrado não apenas como o “pai” da independência de Cabo Verde e Guiné-Bissau, mas também como um poeta e agrónomo notável. O seu legado, marcado pelo sacrifício pessoal, continua a inspirar gerações a entregar-se de corpo e alma à causa de Cabo Verde.

A sua visão de uma nação independente, livre e em constante crescimento é um farol para o presente e o futuro de Cabo Verde. Cabral deve ser lembrado não apenas em datas específicas, mas em cada dia, como uma fonte perene de inspiração para a construção de um Cabo Verde mais forte e unido.