Presidente da República encoraja reforço de cooperação académica entre URI e universidades cabo-verdianas

32

O Presidente da República, José Maria Neves, que tem sido um fervoroso defensor da cooperação científica e académica com outros países, manifestou o seu apoio entusiástico à iniciativa que lhe foi apresentada esta manhã, por uma delegação da Universidade de Rhode Island (URI)de reforço da cooperação e intercâmbio entre as universidades cabo-verdianas e esta prestigiada instituição norte-americana.

A visita ao Palácio do Presidente, de uma delegação da universidade norte-americana, liderada pela vice-reitora para as iniciativas globais, Kristen Johnson, tinha como principal objetivo apresentar ao Chefe de Estado os planos da URI para reforçar a cooperação com as instituições de ensino superior de Cabo Verde, nomeadamente a Universidade de Cabo Verde (Uni-CV) e a Universidade Técnica do Atlântico (UTA).

Durante o encontro, Kristen Johnson destacou o compromisso da Universidade de Rhode Island em fortalecer os laços académicos e científicos com Cabo Verde, sublinhando a importância de desenvolver acordos formais que permitam avançar com a participação e envolvimento tanto académico quanto de intercâmbio estudantil. “O nosso objetivo é construir colaborações de investigação que sejam mutuamente benéficas entre as universidades,” afirmou Johnson, em entrevista à comunicação social, após o encontro.

As áreas de parceria incluem a língua inglesa e o estudo do crioulo, ciências sociais, artes e humanidades, e questões relacionadas com os ambientes costeiros e marinhos. “Rhode Island é o estado do oceano. Temos um enorme interesse e alinhamento com alguns dos mesmos desafios, particularmente com as mudanças climáticas e os impactos das mudanças climáticas em Cabo Verde,” acrescentou Johnson.

A importância atribuída por Neves à educação e o seu contributo ao desenvolvimento do ensino superior em Cabo Verde, recorda-se, valeu-lhe, entre outros reconhecimentos, a distinção, em 2009, da Universidade de Rhode Island com o título de Doutor Honoris Causa pela, numa altura em que ainda exercia funções como Primeiro-Ministro.