Presidente do Tribunal de Contas traz boas perspetivas da instituição para 2022 ao Presidente da República

18

O Presidente do Tribunal de Contas, João Cruz da Silva, apresentou ao Presidente da República, José Maria Pereira Neves, os Cumprimentos de Ano Novo nesta tarde de terça-feira, tendo aproveitado a ocasião para pôr o Chefe de Estado a par dos ganhos e desafios para os próximos tempos, como sejam a construção de uma nova sede, e fazer face ao deficit de auditores disponíveis na instituição.

Segundo Da Silva, as dificuldades do Tribunal de Contas prendem-se, sobretudo, com o reduzido número de auditores para a demanda que existe, e que acaba por ter efeito negativo na celeridade e número de julgamento das contas.

Um desafio e ambição para 2022, sublinha, tem a ver com o arranque das obras da nova sede do Tribunal, sendo que já há o projeto arquitetónico, mas que ainda “não saiu do papel”.

O Presidente do Tribunal de Contas afirma que 80 por cento (%) das instituições obrigadas a apresentar as contas ao Tribunal de Contas fazem-na “normalmente”, e que, não obstante “uma ou outra irregularidade detetada, vamos julgando de acordo o número de auditores que temos neste momento”.

Ainda no que tange às perspetivas para 2022, este avança que já foi aprovado o plano de atividades em dezembro passado com a previsão de um conjunto de auditorias aos municípios, empresas e outras instituições.