PR prestigia apresentação da “Deklarason Universal di Direitus Linguístiku”

32
O escritor apelou a investimentos no direito básico que é estudar e aprender a própria língua materna.

O Presidente da República prestigiou, na tarde desta quarta-feira, a apresentação, no Palácio do Plateau, da “Deklarason Universal di Direitus linguístiku”, uma tradução do escritor e poeta José Luíz Tavares, que aconteceu no Salão Beijing do Palácio da Presidencia da República.

Assinado pela UNESCO e dezenas de organizações não governamentais, o documento que vem desde 1996 visa promover a valorização da língua materna, particularmente as menos faladas ou em perigo de extinção.

A apresentação da obra esteve a cargo do antigo Presidente da Assembleia Nacional e ex- Provedor de Justiça, Eng. António Espírito Santo, e contou com uma encenação da Companhia de Teatro Fladu Fla, baseada num texto de José Luíz Tavares que retrata toda luta travada desde a época colonial para a valorização do povo, da cultura e da língua nacionais. O escritor apelou a investimentos no direito básico que é estudar e aprender a própria língua materna.

Tavares propõe a criação de uma Confraria para distinguir os “Combatentes de Liberdades Linguísticas” e uma autoridade nacional para a questão da língua Cabo-verdiana.