PR presta a sua homenagem aos heróis nacionais e ao “povo heroico” de Cabo Verde

37

O Presidente da República presidiu a tradicional cerimónia de deposição da coroa de flores em honra à memória de Amílcar Cabral e aos Combatentes da Liberdade da Pátria, tendo aproveitado a ocasião para alargar essa homenagem a todos os que, desde os primórdios da história de Cabo Verde lutaram pela dignidade e por uma vida melhor para o povo das Ilhas. A homenagem, aliás, estende-se a todo o povo cabo-verdiano, Povo esse, sublinha, José Maria Neves, “heroico” e com uma histórica vincada pela resiliência e resistência, desde logo pelas condições naturais agrestes das ilhas, marcada por uma enorme escassez de água e outros recursos naturais, e que resultaram em vários episódios de fomes cíclicas. Uma história marcada pela luta dos escravos pela liberdade, passando pelo sonho dos Claridosos por maior dignidade do povo das Ilhas, à gesta libertadora comandada por Amílcar Cabral, pelo direito do povo das ilhas a afirmar a sua nação e a comandar os seus próprio destino, até os dias de hoje de afirmação contínua da Democracia.

“Cabral acaba por sintetizar todo esse espírito heroico do cabo-verdiano”, afirma o PR Neves, a frisar a importância da comemoração deste Dia, que é, também, o Dia da Nacionalidade, daí que “simbolicamente, renascemos com Cabral, enquanto comunidade política para ter os nossos destinos nas nossas próprias mãos”, salienta o PR.

Por tudo isso, José Maria Neves apela a todos os cabo-verdianos “que efetivamente comemorássemos esse dia com muita dignidade, este Dia dos heróis Nacionais e da Nacionalidade. Lembrando que em 2024 se celebra 100 do Nascimento de Amílcar Cabral, o Chefe de Estado acrescenta que “temos obrigação moral de fazer uma grande homenagem a Cabral”.

O PR deixa também um apelo ao Governo para uma reflexão mais cuidada e uma “forte sensibilidade” em relação determinadas instituições que são importantes para a história do país e que nos ajudam, através do resgate de valores, de princípios, a construir o futuro. Isso, no que se refere à decisão do Executivo em reduzir o subsídio à Associação dos Combatentes da Liberdade da Pátria.

A edição está a concluir o video da entrevista do PR, na íntegra, que será publicada, a qualquer instante neste e noutros espaços de divulgação oficiais do Presidente da República.