PR apela a revisão da cobertura do INPS por forma a incluir doenças mentais

20

 

“A questão das doenças mentais deve merecer prioridade e atenção por parte do governo e acho que é preciso revisitar todo o sistema das prestações do INPS, de modo a também contemplar prestações na área do atendimento às pessoas com doenças mentais”. Conclusões do Presidente da República durante uma visita efetuada esta segunda-feira a algumas instituições de saúde públicas e privadas, visita esta enquadrada no Dia Internacional da Saúde Mental que se celebra amanhã, 10 de outubro.

Tendo em conta a crescente importância do privado no setor da saúde, incluindo a saúde mental, o Presidente Neves sugere, ainda, como um dos caminhos o estabelecimento de parcerias público-privadas numa perspetiva de complementaridade e subsidiaridade, pois que, claramente, o setor público, sozinho, não consegue responder às crescentes demandas do país nesse aspeto.

O Presidente Neves volta a frisar a necessidade de a sociedade cabo-verdiana no seu todo repensar como vê e trata os seus doentes mentais, apelando a maior sensibilidade de todos para os cuidados especiais que estes demandam e aos seus direitos como, aliás, sublinha o lema das celebrações do Dia Internacional da Saúde Mental deste ano «A Saúde Mental É Um Direito Universal».

Não obstante os desafios que ainda persistem, o balanço no setor da saúde em geral é bastante positivo, salienta o Mais Alto Magistrado da Nação que cita o exemplo de vários serviços e especialidades que vêm sendo implementados, nomeadamente hemodiálise, pesquisas e investigação com a introdução de novos laboratórios tantos nos hospitais como no INSP, a unidade de cuidados intensivos que o PR visitou no Hospital Agostinho Neto.

Neves, mostra-se igualmente agradado com a variedade e qualidade dos serviços no Centro de Atendimento Psicológico e na Policlínica Santiago, estes dois últimos, iniciativas privadas.

Veja aqui alguns momentos dessas visitas e oiça as considerações do PR: