PR visita sede da FAO, em Roma, e perspetiva reforço da cooperação bilateral no domínio da Economia Azul

7

O Presidente da República, José Maria Neves, vê fortes possibilidades de reforço da cooperação com a FAO agora estribada na economia azul, por onde passa o futuro de Cabo Verde.

Durante o encontro, mantido esta manhã, em Roma, com o Diretor Geral da Organização parceira das Ilhas desde a primeira hora e que tem como Diretora Geral Adjunta a cabo-verdiana Helena Semedo, Jose Maria Neves, lembrou que o mar permite produzir água, alimento, energia, e desenvolver as indústrias farmacêuticas e das pescas, áreas com forte potencial e que podem basear o reforço de parcerias com a FAO.

O Chefe de Estado atribuiu a graduação de Cabo Verde a País de Rendimento Médio, 2007, a fortes investimentos em setores da intervenção da FAO, como a agricultura, as pescas, a mobilização de águas e o desenvolvimento rural.

O Diretor Geral da FAO destacou a capacidade de resiliência do país face às vulnerabilidades económicas, sociais e ambientais enquanto, Pequeno Estado Insular, como as adversidades e os impactos das alterações climáticas.

Manifestou toda a disponibilidade da organização para continuar a apoiar o país nos desafios vindouros, certo de que “podemos fazer mais e melhor nos próximos anos”.

O responsável destacou o importante papel que, há 21 anos, a ex-ministra cabo-verdiana, Helena Semedo, exerce na organização.

No final o PR reforçou o convite ao Diretor Geral para ir às ilhas, constatar os ganhos e ajudar a projetar.