Presidente da República apela a um “djunta mon” contra a violência para com as mulheres e meninas

76

O Presidente da República, José Maria Neves, apelou esta quinta-feira, à responsabilização das famílias, das escolas, das igrejas e de toda a sociedade em geral para com o desafio do combate contra a violência com base nos géneros, em particular contra as mulheres e meninas.

Não obstante os muitos ganhos no que tange à emancipação e representatividade das mulheres nas mais diversas áreas, “há um dado da nossa sociedade que pouco ou nada mudou ao longo dos tempos: estou a falar da Violência baseada no Género. Nove em cada dez vítimas da VBG são mulheres”, recorda o presidente Neves.
Daí que este saliente a necessidade de uma reflexão e “conhecimento profundo” das causas deste fenómeno para que se possam encontrar as melhores formas de “agir sobre elas”. Seja, como for, há que enfrentar “esta triste e vergonhosa realidade”, salienta Neves.
 
Fazendo a relação com a situação do COVID-19 que tem vindo a constituir um “agravante” em muitos casos de violência doméstica, , o Presidente recorda que a VBG manifesta-se de diversas formas: “por vezes é física, outras vezes é sexual, psicológica, patrimonial ou de outra forma. O certo é que todas essas manifestações causam dor, sofrimento e deixam uma ferida profunda no corpo e na alma. Em casos mais extremos, e não tão raros como os números mesmo confirmam, podem culminar na morte da vítima”, reflete.
 
Leia o discurso na íntegra através da rúbrica discursos ou do seguinte link:
 
https://drive.google.com/file/d/1aBwOGKStspUlzrzY0AGGdKN2CsbtN9uL/view?usp=sharing
 
Veja, ainda, a galeria de fotos correspondente ao ato, no facebook:
 
https://web.facebook.com/Presidencia.cv/posts/4697330646972262