PR apoia tradução da Constituição para a língua cabo-verdiana

29

A Presidência da República vai patrocinar a tradução e edição da Constituição para a língua cabo-verdiana. O objetivo é assinalar os trinta anos da Carta Magna de 1992 e contribuir para a valorização da língua materna.

O primeiro passo já foi dado. O linguista Manuel Veiga está encarregue de traduzir o documento para a variante de Santiago. Esta versão deverá estar pronta em julho.

Uma comissão pluridisciplinar terá a missão de validar o trabalho, num esforço determinante para garantir que a tradução expresse o que estipula a constituição na versão original, em português.

Para Manuel Veiga trata-se de “uma empreitada saudável, depois de 40 anos de percurso no ensino da língua cabo-verdiana”. De relembrar que o pesquisador tem publicados livros, gramáticas e dicionários na língua materna.

A tradução para a variante de Santiago é apenas o ponto de partida. A Presidência da República vai estimular e patrocinar traduções em todas variantes e, assim, contribuir para o acesso integral de todos os cidadãos à Constituição na sua própria forma de se expressar e para a padronização da língua.