PR quer melhorias na mobilização e gestão da água no Ano Internacional das Montanhas

10

O Presidente da República desafia o país a fazer do Ano Internacional das Montanhas, lançado em Cabo Verde nesta Terça-feira, 12, a partir do Planalto Leste, em Santo Antão, um período virado para a mobilização da água e para a melhoria da eficiência e eficácia na sua gestão.

O Chefe de Estado deixou este apelo em Santo Antão, no quadro do lançamento do Ano Internacional das Montanhas, declarado pelas Nações Unidas com o objetivo de promover a valorização e proteção dos recursos provenientes das montanhas.

Durante a Conferência “A Montanha e a Biodiversidade”, que decorreu durante a tarde na Cidade das Pombas, em Ribeira Grande, com a participação de alunos dos liceus de Suzete Delgado e Cuculi, José Maria Neves apelou a todos a olharem para as riquezas das montanhas como um importante fator de desenvolvimento e a promoverem atividades geradoras de rendimento como o agronegócio e o turismo da montanha.

O Presidente da Câmara Municipal de Ribeira Grande, Orlando Delgado, realçou, durante o evento, as fortes potencialidades de Santo Antão,  com as suas imponentes montanhas e profundos vales, embora a ilha tenha estado a perder população, devido a problemas como a falta de oportunidades de formação  e emprego para os jovens.

Na sua mensagem alusiva à iniciativa, a representante da FAO em Cabo Verde, Ana Touza, lembra que as montanhas abrangem 15 porcento da população mundial e fornecem água doce para metade da humanidade.

A responsável considerou a conservação da natureza como um fator chave de desenvolvimento e enalteceu as potencialidades de Santo Antão, que considera ser uma séria candidata a uma das 20 ilhas mais belas do mundo.