PR: Feira de Empresários Checos e Cabo-verdianos mostra vocação de Cabo Verde

59

O Presidente da República, José Maria Neves visitou este sábado, a Feira de Empresas e Empresários Checos e Cabo-verdianos, tendo-se mostrado entusiasmado com o que viu e ouviu. Uma iniciativa que diz, “mostra-nos a vocação de Cabo Verde e mostra-nos, um pouco, o caminho do futuro”.

Vocação essa, considera o PR, de Cabo Verde constituir uma “ponte”, uma plataforma de negócios e um centro internacional de serviços, atrativa para empresas que queiram conquistar o mercado africano, tendo Cabo Verde como ponto de entrada para o continente.

“Cabo Verde sempre foi um ponto de encontro de povos, nações, de culturas, agora queremos ser uma plataforma de negócios, um centro internacional de prestação de serviços em todo o mundo, e esta feira vem mostrar-nos que é possível, estabelecendo pontes entre empresas checas e cabo-verdianas”, elucidou.

O único lamento do Chefe de Estado, no discurso de encerramento da dita feira, foi o fato de não estarem todas as câmaras municipais e mais empresas cabo-verdianas, para que se pudesse aproveitar ainda mais as muitas oportunidades apresentadas.

Um momento, portanto, “cintilante”, e que trouxe várias novidades, entre as quais uma parceria checo/cabo-verdiana para a edificação de um posto de produção de aviões em Cabo Verde, e que deverá estar operacional daqui a três anos.

Outra novidade é a instalação de uma satélite da European Institute, uma Universidade checa nos próximos tempos, oferecendo desde licenciaturas a mestrados e doutorados por via presencial e online.

Também uma empresa de energia apresentou a promessa de energia grátis e amiga do ambiente, a partir de uma avançada tecnologia de energia nuclear com pressão de água. Tecnologia essa desenvolvida por essa mesma empresa checa. A concretizar-se, dizem os promotores, Cabo Verde posicionar-se-ia como a primeira nação africana com uma central nuclear, embora em dimensões muito menores do que as conhecidas atualmente no mundo.

O PR pôde ainda ver um desfile de moda de uma estilista checa, para além de um momento de cultura com a cantora Sandra Horta, a abrilhantar ainda mais o evento