Professor Augusto Santos Silva convida à reflexão sobre como reunir um mundo perigosamente dividido?”

20

A Presidência da República recebeu, hoje, mais um momento alto de reflexão com uma Conferência que procurou respostas para uma das perguntas mais pertinentes neste contexto de múltiplas Crises: “Como poderemos reunir um mundo perigosamente dividido?”, proferida pelo Presidente da Assembleia da República Portuguesa, Augusto Santos Silva.

A iniciativa, enquadrada nos atos que assinalam o primeiro ano de mandato do Presidente José Maria Neves, assinalado ontem, 9 de novembro, foi enaltecida pelo Chefe da Casa Civil, o Embaixador Jorge Tolentino, como mais um momento de reflexão, de confronto de ideias, de provocação e de construção de luzes, à semelhança de outros que a Presidência da República tem promovido.

Augusto Santos Silva, que começou por ressaltar Cabo Verde como uma das melhores e mais estáveis democracias e um membro respeitável de organismos internacionais com a ONU, lembrou, reportando o tempo, que a divisão não acontece apenas hoje, mas vem de séculos e defendeu um basta a toda e qualquer visão unipolar do mundo.

O académico e político português considera importante que, através do multilateralismo, o mundo reencontre o caminho da reunião, ciente de que a desejável aproximação só será possível se o “ocidente político” se mover e souber colocar-se no lugar do outro, no caso a África, América do Sul, América Latina, entre outras regiões.

O conferencista espera, entretanto, que a gravidade do contexto atual não faça o mundo esquecer os grandes problemas da humanidade, do passado e do futuro.

Assista à conferencia, na íntegra, aqui: Conferência live