PR e ONU unidos no combate à Violência contra Mulheres e Meninas

16
A Presidência da República se veste de laranja pelo fim da violênxia contra mulheres e meninas

A Presidência da República vestiu-se de laranja, esta manhã, para uma sessão fotográfica especial, a favor da causa dos 16 Dias de Ativismo pelo Fim da Violência Contra as Mulheres e Meninas em todo o mundo, uma ação conjunta com as Nações Unidas (ONU), representada no ato pela Coordenadora Residente Interina, a Sra. Ana Touza. Um ato simbólico, mas, demonstrativo de que Cabo Verde e a ONU estão “juntos” por tão nobre causa.

Mais uma vez, José Maria Neves sublinha a “grande nódoa” os níveis de violência que ainda existem no país, particularmente, em relação às mulheres e meninas, com o PR a reforçar o apelo “ao resgatar da consciência das cabo-verdianas e dos cabo-verdianos, resgatar os valores da paz, da não violência, da amizade, da honra, do orgulho, do sentir-se cabo-verdiano, de amar este país” para podermos debelar este “flagelo” na sociedade cabo-verdiana.

Para se ter uma ideia da extensão deste problema a nível global, Ana Touza recorda que a cada 11 minutos morre uma mulher ou menina vítima do seu companheiro em alguma parte do mundo e que por isso exige uma sensibilização de todos. Daí que a ONU tem como uma das suas prioridades acelerar a sensibilização e o engajamento para acabar com a violência.

Ter o Presidente da República vestido da cor laranja da campanha 16 Dias de Ativismo é, assim, diz Ana Touza, muito importante, pois “mostra que temos todo Cabo Verde connosco e estamos unidos, juntos para acabar com a violência com base no Género e a Violência contra Mulheres e Meninas”.