PR felicita Boa Vista pelo Dia do Município e da sua Padroeira Santa Isabel

23

Por ocasião das comemorações do Dia do Município da Boavista e da sua Padroeira, Rainha Santa Isabel, sua Excelência o Presidente da República associa-se às celebrações e deseja os maiores sucessos ao Presidente da edilidade e à população da Ilha das Dunas.

Em carta endereçada ao Sr. Presidente da Câmara Municipal, Dr. Cláudio Mendonça, o Chefe de Estado conclama os boa-vistenses e os seus dirigentes a continuarem firmes nos esforços para tornar esse Município cada vez mais num lugar de prosperidade e de bem-estar para todos os seus residentes.

“A Boa Vista é um exemplo de como uma política de infraestruturação, nomeadamente aeroportuária, pode contribuir para o desenvolvimento e a alavancagem da economia das ilhas ditas periféricas. Assim, e de forma a dar seguimento ao processo de desenvolvimento, faz-se necessário que o projeto de extensão e iluminação do aeroporto seja implementado”, constata José Maria Neves.

O Presidente da República também se congratula com os trabalhos de requalificação levados a cabo no Forte Duque de Bragança, pelo seu valor histórico, e os esforços da edilidade com a implementação de outras obras de requalificação urbana e saneamento que elevam a autoestima da população beneficiada.

O Mais Alto Magistrado da Nação adverte, por outro lado que, “Apesar da retoma pós Covid-19, a Boa Vista continua a enfrentar diversos desafios, muitos deles estruturais, designadamente o desemprego, deficit de habitação social, deficiente conexão marítima e aérea com as outras ilhas, melhorias em termos de equipamento do Hospital, de requalificação urbana, de maior cobertura de água e saneamento”.

 Ilha de Morna, terra de Maria Bárbara e de muitas cantadeiras, de grandes músicos e de capitães famosos do tempo da navegação à vela, recorda José Maria Neves, Boa Vista é hoje o segundo destino turístico no arquipélago, sem contar as potencialidades em outros setores de atividade.

“As potencialidades são muitas, principalmente nas várias vertentes ligadas ao turismo, sem excluir o agronegócio, a pecuária, a economia azul, a pesca e conservação do pescado, a aquacultura, de entre outros sectores. Os sérios constrangimentos restritivos que ainda existem só podem ser resolvidos se houver diálogo produtivo entre o Governo e o Município e os investimentos municipais forem efetivamente descentralizados”, sublinha.

O Presidente da República destaca a população boa-vistense, hoje constituída por um mosaico diversificado de pessoas de todas as ilhas e de países vizinhos, como “uma maior riqueza cultural, e que deverá servir de estímulo para a criação de condições para a redução de desigualdades e a promoção de maior inclusão social”.

Nesta oportunidade, o Mais Alto Magistrado da Nação aproveita para “saudar os boa-vistenses, de origem ou de adoção, residentes no Município ou fora dele, e a todos desejar que as comemorações decorram num clima de alegria, e que o futuro seja pleno de prosperidade e de bem-estar”.