PR apela ao respeito pela livre escolha dos munícipes

99

José Maria Neves presidiu, na manhã de hoje, às cerimónias comemorativas do dia do Município dos Mosteiros, na ilha do Fogo. Na ocasião, o Presidente da República defendeu que quando uma Câmara é eleita, deve-se respeitar essa Câmara, independentemente das políticas, porque foi escolhida pelo povo e ela deve ser respeitada.

Sublinhou que não se pode condicionar o funcionamento de nenhuma Câmara, ou de nenhum governo, pelo facto de não se estar de acordo com a sua orientação, e que, se foram eleitos, esse facto lhes confere legitimidade para governar o país ou governar o município. Invocou, igualmente, a necessidade da elevação do debate político.

O Presidente da República também mostrou-se preocupado com “o recrudescimento da saída de cabo-verdianos para o exterior, particularmente jovens”. O que justifica que se faça “um estudo sobre os impactos desta emigração, desta mobilidade de quadros e de pessoas para o exterior, de modo a podermos formatar políticas públicas adequadas para não termos a desestruturação do tecido produtivo nacional, para não termos um impacto muito negativo a nível da produtividade da nossa economia”.

José Maria Neves felicitou o Presidente da Câmara Municipal dos Mosteiros pelo empenho colocado no desenvolvimento dessa autarquia, e apontou o caso dos Mosteiros como exemplo de como a criação do município veio a contribuir para a redinamização desse espaço do território nacional.

Assinalou que no processo de desenvolvimento de Cabo Verde, há um marco: antes e depois da instalação do poder autárquico. Nesta senda, defendeu uma maior ousadia no processo de descentralização do país, no sentido de atribuir mais poderes e mais recursos aos municípios, tendo insistido na necessidade de criação de um Fundo de Desenvolvimento Regional e Local.