PR almeja novo patamar de cooperação  entre Cabo Verde e Alemanha

36

“Auguro que a visita que ora efetua a Cabo Verde possa contribuir para consolidar e aprofundar as relações entre os dois países e elevá-las a um novo patamar, assente numa parceria, com enfoque num diálogo político permanente e ao mais alto nível, numa cooperação nos domínios da ciência e da investigação, designadamente no domínio do mar, da educação e formação, das energias renováveis, das mudanças climáticas e transição energética, bem como numa cooperação económica e empresarial mutuamente vantajosa, mas também numa intensa interação institucional, cultural e entre as nossas sociedades civis”.

Desejos do Presidente da República, José Maria Neves, dirigidos, esta noite, ao homólogo da República Federal da Alemanha, durante o Banquete Oficial oferecido em honra ao Chefe de Estado Alemão.

José Maria Neves destacou o facto de Frank-Walter Steinmeier iniciar, ontem, esta sua visita às ilhas na data em que Alemanha celebrou o 33º aniversário da reunificação, dia nacional e referiu ao Presidente Frank-Walter Steinmeier como um promotor ativo das relações entre a Alemanha e Cabo Verde. “Este detalhe confere um ambiente especial e de reconhecimento à vossa presença amiga entre nós, ao mesmo tempo que sinaliza uma maior aproximação entre os dois países”.

O Presidente expressou também a gratidão de Cabo Verde à Alemanha, e ao seu povo, “pelo facto de ter sido um parceiro regular e importante numa fase crucial do desenvolvimento do arquipélago, começando logo nos primórdios da Independência nacional”.

Entre os ganhos da cooperação bilateral destacou a exemplar e frutífera cooperação na área científica e técnica entre o GEOMAR Helmholtz – Centro para a Investigação Oceanográfica de Kiel, que viabilizou o Centro de Investigação Oceanográfica do Mindelo, inaugurado em 2017, que tem projetado Cabo Verde como um polo imprescindível para pesquisas oceanográficas e atmosféricas, transformando este arquipélago num parceiro importante do projeto WASCAL – Centro de Serviços Científicos da África Ocidental sobre Alterações Climáticas e Uso Adaptado da Terra.

“O resultado tem sido a atração de cientistas das mais diversas organizações mundiais, como é o caso, por exemplo, do “9º Solas Summer School”, que reuniu em Mindelo, recentemente, quase uma centena de académicos, entre jovens cientistas e docentes”, salientou Neves.

 O Chefe de Estado manifesta, igualmente, reconhecimento pela aprovação do financiamento, pelo Governo Alemão, do projeto de “Promoção de Veículos Elétricos”, o que se configura como um empurrão significativo no nosso arranque nesta nova estrada da mobilidade elétrica, enquadrado que está na estratégia da transição energética de Cabo Verde.

José Maria Neves também não esqueceu a comunidade cabo-verdiana em Alemanha, de cerca de 3 mil pessoas, muito bem integrada: “ensinaram-nos a ter um carinho especial por Hamburgo, também por Bremen e Bremerhaven. Agora também por Kiel e Berlim”, disse José Maria Neves para quem Alemanha e Cabo Verde comungam dos mesmos valores e princípios essenciais ao Estado de Direito Democrático, facto sobremaneira importante neste contexto internacional.

O Presidente da República augura o reforço das relações de amizade e cooperação entre os nossos países. “O futuro antevê-se promissor e regozijamo-nos com a recente reinstalação da Agência Alemã para a Cooperação Internacional (Giz), depois de um hiato de cerca de duas décadas. Do mesmo passo, acredito que o reforço dessas relações passará pelo estreitamento dos laços com alguns dos Estados federados, bem como entre as Câmaras Municipais dos nossos países. Penso que estamos no bom caminho e agradeço-lhe imenso, Senhor Presidente, pelo grande passo em frente que esta sua visita representa”.

José Maria Neves aproveitou a ocasião para felicitar a Alemanha pela recente e histórica vitória na Copa Mundial de Basquetebol, uma Copa igualmente marcante para Cabo Verde, que participou, pela primeira vez, no evento desportivo internacional.

Por sua vez, o Presidente Frank Walter Steinmeier confessou-se impressionado com o que viu aqui, sobretudo a hospitalidade com que foi recebido, agradecendo ao Presidente Neves pela calorosa receção, considerando esta uma visita histórica para as relações entre os dois países.

Steinmeier confessou-se admirador da cultura e, sobretudo, da nossa música, citando a eterna Diva dos pés descalços, Cesária Évora e Tito Paris. Sublinhou as importantes trocas políticas com o PR José Maria Neves e demais autoridades políticas, elogiando a democracia cabo-verdiana, prometendo continuar a envidar esforços para o reforço das relações entre os dois países.

Leia o discurso de Sua Excia., o Presidente da república, José Maria Neves, aqui: