PR recebe cumprimentos de Ano Novo dos Municípios do Fogo e da Brava

17

Os municípios do Fogo e da Brava querem que o Presidente da República continue a exercer a sua Magistratura de Influência junto do governo e da comunidade internacional, para a adoção de políticas públicas que possam ajudar na mitigação dos problemas e fazer com que a região se afirme como um polo de desenvolvimento socioeconómico e um destino turístico do país.

A Associação que integra os quatro municípios fez, hoje, este apelo ao Chefe de Estado, no quadro dos cumprimentos de Ano Novo, apresentados por uma delegação liderada pelo seu Presidente, o Presidente do Município dos Mosteiros, Fábio Vieira, e integrada pelo Presidente da Câmara Municipal de São Filipe, Nuías Silva.

Entre os fatores que “têm constituído entraves” ao desenvolvimento socioeconómico da região partilhadas com o Mais Alto Magistrado da Nação, Fábio Vieira destacou, à imprensa, a falta de “previsibilidade nas ligações marítimas e aéreas”, a crise de energia, que também condiciona o abastecimento de água, e a crise de inertes, que “tem provocado enormes prejuízos ao setor imobiliário e de construção civil”, agravando o problema de desemprego na região.

José Maria Neves promete continuar comprometido com o desenvolvimento do poder local nas ilhas, ciente da proximidade, importância e impacto das suas ações junto das populações.