PR destaca rigor das FA na gestão de patrimónios

28

O presidente da República destaca “o rigor, a transparência e a cultura de prestação de contas” das Forças Armadas na gestão de tudo o que é posto à sua disposição como um exemplo do caminho que o país também deverá seguir na gestão dos patrimónios públicos.

José Maria Neves fez esta consideração, esta Sexta-feira, nas instalações da Guarda Costeira, em São Vicente, no último dia de visitas às estruturas das Forças Armadas, que foi dedicado à Primeira Região Militar.

Na ocasião, o Comandante Supremo das Forças Armadas destacou, por outro lado, a grande capacidade da instituição castrense em praticamente “realizar o milagre de multiplicação dos pães que existem”, fazendo muito com os poucos recursos que têm à disposição. No fundo, é o que se espera que o país também consiga fazer neste período pós pandemia e de enormes dificuldades, arrematou o chefe de Estado.

José Maria Neves reiterou, ainda, o compromisso de fazer o seu melhor para que as Forças Armadas, e a Guarda Costeira em particular, possam suprir os défices que registam e consigam crescer, ainda mais, enquanto instituição.

A deslocação à Terceira Região Militar foi o último ponto da visita de três dias que o Presidente da República efetuou às Forças Armadas de Cabo Verde.

Em São Vicente, o Comandante Supremo das Forças Armadas iniciou a visita pela Guarda-costeira, componente destinada à defesa e proteção dos interesses económicos do país no mar sob jurisdição nacional e ao apoio aéreo e naval às operações terrestres e anfíbias.

O Presidente Neves esteve ainda no Comando da Primeira Região Militar, no Centro de Instrução Militar do Morro Branco, além visitar a frota marítima da Guarda Costeira atracada no Poto Grande.