PR sublinha importância “fundamental” da cooperação com a China

17

O Presidente da República, José Maria Neves, presidiu o ato de inauguração do Centro sublinhou este sábado, a importância da cooperação entre Cabo Verde e a China, alicercada numa relação de amizade e solidariedade entre os dois povos. O PR Neves considera mesmo que esta cooperação tem-se revelado “fundamental” para o desenvolvimento do nosso país. Considerações essas, feitas no ato de inauguração da 1ª fase do Centro de Intercâmbio China-Cabo Verde (CICCV), um espaço da Associação de Amizade Cabo Verde-China (Amicachi) sito em Achada Santo António.

As relações entre os dois estados remontam aos primeiros dias do Cabo Verde independente a esta data e cujos resultados concretos se mostram, sobretudo, ao nível das infraestruturas, como são exemplos os edifícios do Palácio da Assembleia Nacional, do Governo, o Estádio Nacional, o novo campus universitário da Uni-CV, ou mesmo a simbólica barragem do Poilão, a primeira infraestrutura do tipo construída em Cabo Verde.

Esta cooperação, salienta, não se fica por aí, estendendo-se a várias áreas, entre as quais as novas tecnologias, lembrando da parceria entre o NOSI e a Huawei, gigante chinesa das telecomunicações e novas tecnologias em geral, na edificação do projeto do Parque Tecnologico, o ensino superior, com centenas de estudantes cabo-verdianos que já estudaram e  continuam a estudar naquele país. Daí, aliás, ter resultado a Associação de Amizade Cabo Verde – China (AMICACHI), cujo contributo para o reforço dessa amizade e trocas culturais entre os nossos dois povos.

O Chefe de Estado salienta esta esfera das relações entre os países que hoje em dia ultrapassa as esferas do Estado, sendo a AMICACHI um exemplo disso. Este novo espaço, considera o PR Neves, permitirá elevar ainda mais, a história de amizade e cooperação existente entre os dois países.

José Maria Neves reafirma a posição de Cabo Verde no plano das relações internacionais, enquanto um país “útil” à comunidade internacional, e que lhe tem valido o respeito de outras Nações e Estados.  

“Há quase 48 anos ascendíamos à Independência e sempre afirmamos que devíamos construir relações muito sólidas, com todos os povos do mundo que quisessem cooperar com Cabo Verde na base de respeito mútuo e na busca de vantagens comuns (…) na construção da paz e solidariedade”, afirma o Presidente da República, sublinhando o respeito do Estado cabo-verdiano “pelo direito internacional”.

Ouça as considerações do PR, na íntegra, aqui: