Mensagem de S.E. o Presidente da República por ocasião da Abertura do Ano Letivo 2023

12

No regresso às aulas, saúdo com muita alegria, os alunos, professores, pais e encarregados de educação, bem como os funcionários e todos os que se encontram envolvidos no arranque deste novo ano letivo, ou seja, no processo de construção do futuro de Cabo Verde. Faço votos para que tudo decorra com normalidade e tranquilidade em todo o território nacional.

É de enaltecer a relevância que as Famílias Cabo-verdianas têm dado à educação, ao longo de várias gerações, não poupando esforços e continuando a investir na educação dos filhos. Espero que se conserve o entendimento de que a melhor via para a ascensão social é pelo caminho da educação. Confiamos que a escola consiga transmitir e acrescentar – aos homens e mulheres de amanhã –, bons valores, relacionados com a tolerância, convivência pacífica e empatia.

Num mundo cada vez mais competitivo, urge colocar o acento tónico numa educação de excelência. Sendo assim, temos que ter a ambição de conseguir recrutar os melhores professores, bem formados, com preparação sólida, com solidez científico-pedagógico, garantir uma formação contínua e criar as condições para mantê-los motivados e na carreira. Concomitante com a atenção a ser dispensada com a qualidade do corpo docente, a rede de infraestruturas e o seu modelo de organização, os equipamentos e os programas, devem merecer uma preocupação similar.

Reitero os votos de que com o início deste ano letivo, as pendências relacionadas com questões laborais sejam resolvidas, e que se estabeleça um clima de diálogo, de confiança e de bom senso. Desta forma pode-se propiciar um bom ambiente de trabalho, reforçar a motivação e garantir mais eficiência e qualidade ao sistema educativo.

Para que os resultados sejam efetivamente os desejados, há ainda alguns desafios a vencer. Entre eles, a consensualização do processo da reforma do sistema educativo e a questão da mobilidade dos docentes, a melhoria da acessibilidade em algumas estradas de penetração e o aumento da segurança no transporte de alunos quando estes têm que recorrer a carrinhas de caixa aberta, a redução da superlotação de algumas turmas, a diminuição do abandono escolar e a redução da discrepância de aproveitamento entre meninas e rapazes.

Quando começamos um novo ano letivo, é de justiça reconhecer o trabalho feito com dedicação e entrega, de várias gerações de professores, que têm dado o seu melhor e um contributo inestimável para a formação de cabo-verdianas e cabo-verdianos, em todas as áreas do saber e para o progresso do nosso país.

Concluo, manifestando todo o meu carinho, gratidão e respeito pelo seu labor, e os votos de que sejam dados passos significativos para uma melhor dignificação da classe. Estou convencido de que este é também o sentimento genuíno de reconhecimento e de apreço de toda a nação.